Cartas ao editor Report as inadecuate




Cartas ao editor - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Luiz Mendonça ;Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery 2005, 20 2

Author: Alexandre Visconti Brick

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=398941855019


Teaser



Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery ISSN: 0102-7638 revista@sbccv.org.br Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Brasil Visconti Brick, Alexandre; Mendonça, Luiz Cartas ao Editor Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery, vol.
20, núm.
2, abril-junio, 2005, pp.
196-197 Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular São José do Rio Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=398941855019 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Braz J Cardiovasc Surg 2005; 20(2): 196-197 Cartas ao Editor RBCCV 44205-755 Ser presidente de uma sociedade. Como ser “MÃE.
É PADECER NO PARAÍSO”. Qualquer pessoa escolhida numa eleição para presidir entidade, condomínio, associação, sindicato, empresa, órgão dos poderes Legislativo, Judiciário ou Executivo, antes de tudo tem que compreender sua enorme responsabilidade perante sua coletividade: os que o elegeram e os que votaram contra. Precisa ser honesto ao lidar com os recursos do órgão que dirige, sempre insuficientes para realizar o programa aprovado pela maioria.
Quanto aos sonhos de modernidade, de dar passos à frente no interesse da categoria, nem pensar. Será possível obter ganhos pela criatividade que deve ter, o que às vezes opera milagre! A administração com honestidade possibilitará realizar muito. O presidente deve estar cercado de pessoas de bem, competentes, decentes, éticas, que comunguem dos mesmos ideais da maioria – sem, no entanto, afastar os críticos sinceros para que haja o contraponto necessário e para impedir que o poder suba à cabeça, porque todo poder, por menor que seja, é embriagador. Deve dedic...





Related documents