Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos Report as inadecuate




Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

David SAITOVITCH ;Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery 2005, 20 2

Author: Patrícia SESTERHEIM

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=398941855013


Teaser



Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery ISSN: 0102-7638 revista@sbccv.org.br Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular Brasil SESTERHEIM, Patrícia; SAITOVITCH, David Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos Revista Brasileira de Cirurgia Cardiovascular-Brazilian Journal of Cardiovascular Surgery, vol.
20, núm.
2, abril-junio, 2005, pp.
174-181 Sociedade Brasileira de Cirurgia Cardiovascular São José do Rio Preto, Brasil Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=398941855013 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto TRABALHO EXPERIMENTAL Braz J Cardiovasc Surg 2005; 20(2): 174-181 Transplante experimental cardíaco heterotópico e cutâneo em camundongos Experimental heterotopic cardiac and cutaneous transplantation in mice Patrícia SESTERHEIM, David SAITOVITCH RBCCV 44205-749 Resumo Objetivo: Estudo experimental com o objetivo de desenvolver e avaliar a viabilidade das técnicas de transplante experimental cardíaco heterotópico abdominal vascularizado e cutâneo em camundongos, criando um instrumento para investigação da eficácia de soluções de preservação, novas drogas imunossupressoras, agentes biológicos, terapia gênica e indução de tolerância imunológica. Método: Para este estudo, as técnicas utilizadas foram descritas previamente por Corry et al.
e Billingham et al. Resultados: O tempo cirúrgico total para a realização dos transplantes cardíacos (n=20) foi, em média, 60,3±6,3 minutos e para os transplantes cutâneos (n=20), 17,75±0,71 minutos. A média de sobrevida dos aloenxertos cutâneos (n=34) e cardíacos (n=24) foi, respectivamente, 7 e 11 dias, enquanto que os isoenxertos sobrev...





Related documents