Classe de gestao industrial e desempenho competitiuo Report as inadecuate




Classe de gestao industrial e desempenho competitiuo - Download this document for free, or read online. Document in PDF available to download.

Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão 2006, 5 1

Author: José Mira Fadista

Source: http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=388541366007


Teaser



Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão ISSN: 1645-4464 revistas.indeg@iscte.pt ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Portugal Mira Fadista, José Classe de gestao industrial e desempenho competitiuo Revista Portuguesa e Brasileira de Gestão, vol.
5, núm.
1, enero-marzo, 2006, pp.
46-48 ISCTE-Instituto Universitário de Lisboa Lisboa, Portugal Disponível em: http:--www.redalyc.org-articulo.oa?id=388541366007 Como citar este artigo Número completo Mais artigos Home da revista no Redalyc Sistema de Informação Científica Rede de Revistas Científicas da América Latina, Caribe , Espanha e Portugal Projeto acadêmico sem fins lucrativos desenvolvido no âmbito da iniciativa Acesso Aberto Classe de gestao industrial edesempenho competitiuo* por José Mira Fadista n competitividad e surge, cada vez mais, associada a surpresa, que, apesar de o nível de produ~áo se ter mantido vendas naque les 7 anos qualidade da gestáo praticada pelas empresas, em- estável, o crescimento nominal das bora muitos considelem que, independentemente da foi de 80%, passando de 74,6M€ para 134,5M€4, o que gestáo praticada, será inevitável a desloca~áo de boa parte correspondeu a um crescimento real de 49%. da indústria transformadora para países com menores cus- Colocou-se-nos, entáo, o desafio de procurar entender tos de máo-de-obra.
Mas vejamos que a questáo é mais as razóes desta destacada evolu~áo, ocorrida em com- complexa. plexo quadro de competi~áo, e tentar extrair conclusóes A indústria transformadora é um sector que, para além do seu importante peso específico na economia - ainda correspondendo, em 2000, a 30A% 1 do valor acrescenta- acerca do tipo de gestáo praticada pelas empresas do sector. O nosso estudo utilizou o Modelo da Indústria Plena (MIP)5 do pelo conjunto da actividade empresarial nacional -, e centrou-se na análise de vários e significativos casos continua a ter um inestimável efeito dinamizador sob...





Related documents